Notícias

Prêmio Exporta São Paulo

19 de dezembro de 2014

Post Maystar

Concedido pela SP Chamber of Commerce, departamento da ACSP criado para estimular o comércio exterior, o prêmio Exporta, São Paulo busca reconhecer o esforço das micro, pequenas e médias empresas no fomento das exportações do Estado

Empresas paulistas receberam, na tarde desta segunda-feira (15), o prêmio Exporta, São Paulo. Concedido pela SP Chamber of Commerce, departamento da ACSP criado para estimular o comercio exterior, o prêmio busca reconhecer o esforço das micro, pequenas e médias empresas no fomento das exportações do Estado.

 

MAYSTAR: OBJETIVO, CONQUISTAR A AMÉRICA DO SUL

Com 30 anos, a indústria espanhola Maystar é uma das líderes em vendas de cosméticos para depilação na Europa, na América do Norte e na Ásia. Faltava conquistar a clientela da América do Sul. Um estudo sobre o potencial desta região acabou levando a empresa a escolher o Brasil para instalar a sua primeira fábrica para servir como base de exportação para toda a região.

Com investimentos da ordem de 2,5 milhões de euros, a Maystar montou há cerca de dois anos e meio uma fábrica em Pindamonhangaba (SP). Da produção de 106 mil quilos de cera por mês, 20% já seguem para Colômbia, Peru, Bolívia, Uruguai e Equador.

“Estamos em pleno processo de expansão e do jeito que está o dólar, favorável às exportações, vamos vender mais para fora do país do que aqui no mercado brasileiro”, diz Ruy Rodrigues de Carvalho Jr., diretor da Maystar.

A Maystar trabalha com duas linhas de produtos, uma para o mercado profissional, a Starpil, e outra para o consumidor, a Depilflax. Essas duas marcas também são comercializadas no mercado internacional.

A partir da Espanha, a Maystar abastece 68 países. A meta da unidade brasileira é atender toda a América do Sul até o final do ano que vem, o que significa dobrar a exportação até lá. Para o Brasil, a projeção é aumentar 30% as vendas em 2015. A unidade brasileira deverá atender também a América do Norte, já que a fábrica espanhola já está com toda a produção tomada.

A espanhola Maystar conta com uma linha de cerca de 30 produtos no país. São ceras com várias fragrâncias, produtos para preparação do pelo, além de produtos para higienização, tratamento e hidratação da pele.

Carvalho Jr. lembra que o ano de instalação da fábrica no país, 2012, foi complicado, até porque, naquela época, o dólar não estava nada favorável à exportação. Já este ano foi bom para as vendas no mercado brasileiro, o que, segundo ele, deve mudar em 2015, até porque a marca está se tornando cada vez mais conhecida.

“O desafio é grande, mas estamos preparados para crescer tanto no país como no exterior.”

 

 

dc-aspremiadas-arte-william-chausse

Fonte: Diário do Comércio